Mantas, colchas e conjuntos de lençóis devem ser substituídos periodicamente — e adquirir novos itens é a forma mais prática de renovar um ambiente sem gastar muito. Porém, muitas dúvidas podem surgir na hora de escolher o tecido para a roupa de cama. Com tantas opções disponíveis no mercado, como escolher a melhor opção? Que fatores devem ser considerados, além da estética? Afinal, a roupa de cama fica em contato direto com a pele durante toda a noite e, por isso, ela precisa ser macia, suave e delicada — além de durável e bonita.

Na hora de comprar os jogos de lençóis e fronhas, a primeira decisão a ser tomada deve ser do tipo de material: existem diversos tecidos utilizados na fabricação da roupa de cama, cada um com características e valores distintos. Entre toda essa diversidade, existe uma incerteza ainda maior: optar pela microfibra ou pelo tradicional algodão?

Para ajudar você a descobrir qual é o melhor tecido para as roupas de cama da sua casa, nós da Casas Franklin selecionamos as principais características de cada um deles e quais os cuidados que você deve ter para mantê-los sempre bonitos. Quer ter mais facilidade na hora de escolher a opção ideal para o seu enxoval e garantir as melhores noites de sono para toda a família? Então, confira o nosso post de hoje!

Microfibra

A microfibra é um tecido sintético, composto de poliamida ou poliéster, com filamentos excessivamente finos. É um material resistente e antialérgico, utilizado na confecção de cobertores, edredons, mantas e outros produtos da indústria têxtil. É uma das opções mais modernas e populares disponíveis no mercado, com grande variedade de cores e estampas — desde tons pastéis até cores mais vibrantes.

A microfibra apresenta algumas características interessantes em comparação com outros tipos de tecido, pois:

  • favorece a troca térmica do corpo com o ambiente;
  • aquece na medida certa, sem esquentar demais;
  • seca rapidamente;
  • oferece respirabilidade;
  • não amassa muito;
  • confere um visual sempre arrumado para a cama.

Algodão

É um material tradicional utilizado há muitos anos em roupas de cama e peças de enxoval, pois assegura durabilidade e versatilidade. Por ter origem natural e não vir da mistura de fibras sintéticas, o algodão é considerado um tecido nobre e, por isso, segue muito valorizado. Além disso, é um dos tecidos que oferece menor risco de reações alérgicas.

Os jogos de cama 100% de algodão ainda são os mais procurados, especialmente quando a trama é composta por um grande número de fios, o que confere elegância e sofisticação ao produto. Quanto maior for a quantidade de fios dessa composição, mais macia, durável e confortável a peça será: a partir de 300 fios de algodão egípcio é suficiente para ser considerado um item nobre.

Uma boa dica na hora da compra é sempre ler a etiqueta de lavagem, pois ela indica a composição do item adquirido e certifica a origem do tecido. Além disso, analisar o lençol contra a luz e verificar a sensação ao toque também são formas de identificar a qualidade da peça.

Microfibra ou algodão?

Escolher entre microfibra ou algodão na hora de comprar a roupa de cama é uma decisão difícil: ambos são tecidos interessantes para o enxoval — em especial para lençóis e fronhas. Dessa forma, a escolha é praticamente uma questão de gosto e portanto, extremamente pessoal.

Contudo, alguns elementos podem — e devem — ser considerados para facilitar a sua escolha. Entre eles, vale destacar a praticidade da microfibra. Como mencionado, a microfibra é um tecido que seca rapidamente e que, praticamente, não amassa. Por essa razão, esse tecido se enquadra bem na rotina de pessoas que têm a vida corrida e se dividem entre as tarefas domésticas, os filhos e o trabalho.

Por outro lado, quem busca requinte deve investir em jogos de cama de algodão. Eles certamente causarão uma excelente impressão, pois são muito confortáveis e proporcionam incríveis noites de sono. Para ter um enxoval completo e diversificado, o ideal é contar com as duas opções e alternar o uso de acordo com a situação. No dia a dia, opte por lençóis de microfibra e escolha os jogos de algodão para aquelas ocasiões especiais.

Como cuidar da roupa de cama de microfibra ou algodão

Comprar peças de boa qualidade, seja de microfibra ou algodão, é o primeiro passo para ter um enxoval bonito e durável. Mas as roupas de cama exigem alguns cuidados especiais para se manterem sempre macias e sem aquela aparência de desgaste. Separamos algumas dicas práticas para facilitar a lavagem e o armazenamento dos lençóis e fronhas da sua casa:

Siga as orientações da etiqueta

Cada item do enxoval pede um tipo de cuidado diferente, desde a lavagem até a forma de secagem. Então, é fundamental seguir as instruções da etiqueta para evitar manchas, desbotamento do tecido, desgaste e outras surpresas desagradáveis que podem encurtar a vida útil das roupas de cama.

Lave as peças separadamente

Separar as roupas coloridas das brancas e claras é uma orientação básica para a lavagem, mas pode não ser o suficiente na hora de cuidar das roupas de cama de microfibra ou algodão. Misturar peças de tecidos diferentes pode causar as famosas “bolinhas”, que se formam a partir do atrito e danificam as fibras. Na hora de lavar — tanto à mão quanto na máquina — separe as peças e não lave muitos itens de uma só vez.

Seque ao vento

As roupas de cama devem ser colocadas para secar em ambiente ventilado, à sombra ou fora do alcance direto do sol, para evitar desbotamentos. Assim que estiverem secas, elas devem ser tiradas do varal, passadas e dobradas.

Guarde com cuidado

Todos esses cuidados com sua roupa de cama de microfibra ou algodão são essenciais para a conservação, mas de nada adiantam se não houver cuidado na hora de armazenar as peças no armário. Para facilitar as trocas, guarde os jogos de cama dobrados ou em forma de rolinhos, longe de peças de outros tecidos.

Agora que você já sabe qual o tecido para roupa de cama é ideal para cada momento, entenda como escolher o lençol de acordo com o tamanho do seu colchão!