Uma boa noite de sono é essencial para ter disposição ao longo do dia. Logo, é fundamental que a hora do descanso seja relaxante e, para garantir isso, o seu quarto deve oferecer o conforto necessário. Além de ser um local longe de perturbações, é importante acertar na escolha dos travesseiros e, principalmente, ter um colchão em perfeito estado.

O colchão é o seu aliado na hora de ter qualidade de vida e mais saúde. Quando ele cumpre a função, é fácil levantar com o pé direito e ter a sensação de estar pronta para outra. Ao contrário do que muitos pensam, esse item não dura para sempre e deve ser substituído para evitar problemas, como a tão temida insônia.

Para saber se chegou o momento de trocar o colchão, conheça 5 sinais de que o seu companheiro de sono precisa se aposentar.

1. Acordar com dores nas costas

O primeiro sinal de que é hora de trocar o colchão é levantar diariamente com dores musculares, principalmente nas costas. Sentir imperfeições na cama ao deitar, é outro indício.

A coluna deve estar bem alinhada durante o sono — e quando o colchão já está com os dias contados, o peso do corpo não é distribuído corretamente. Com isso, a dor nas costas aparece. Além de trocar o colchão, é recomendado procurar um médico, pois se a dor não for tratada, pode evoluir para um quadro mais sério e afetar seriamente a sua postura.

2. Ter dificuldade para dormir

Se o momento do sono é um verdadeiro suplício, fica difícil de relaxar e conseguir descansar perfeitamente. Horas virando na cama com dificuldade para encontrar uma boa posição é uma indicação de que o seu colchão já passou da validade.

Isso afeta negativamente a qualidade do seu sono e sua produtividade no trabalho, pois, no dia seguinte, é normal ter problemas de concentração, sonolência, ficar de mau humor e não conseguir exercer bem as suas funções.

3. Observar desgastes no colchão

Se você tem vergonha de mostrar o seu quarto às visitas por causa do estado do colchão, esse é o momento de cogitar a substituição do item. Material rasgado, manchas, irregularidades na superfície e, acima de tudo, molas para fora ou espuma saindo são alguns dos pontos preocupantes.

Mas esse aspecto é importante não só pelo visual que pode comprometer a decoração do cômodo. Isso tem a ver, principalmente, com a sua saúde e a da sua família. Além das dores que um colchão desgastado pode provocar, ele também esconde bactérias e ácaros que podem ser prejudiciais e originar alergias e problemas respiratórios.

4. Notar que a compra tem mais de 5 anos

Como dito, o colchão não é um item para a vida toda e possui prazo de validade. Quando o tempo de uso ultrapassa 5 anos, quer dizer que chegou o momento de trocá-lo. Isso acontece porque, após esse tempo, a resistência já não é mais a mesma e a principal função do produto, que é garantir uma boa noite de sono, fica comprometida.

Além disso, por maior que seja o cuidado e higiene, o material já suportou muito suor e acúmulo de poeira, tornando-se um foco de doenças.

5. Ouvir barulhos do colchão

Se a cada movimento na cama o colchão faz barulho, esse é mais um indicativo de que as molas estão exercendo um esforço extra para sustentar o seu peso. Nesse tipo de situação, as molas podem estar prestes a quebrar ou já apresentarem algum problema. Para evitar incidentes e sustos, é hora de planejar a compra de um novo colchão.

Esse item é de extrema importância, pois afeta diretamente a qualidade do seu sono e, consequentemente, a sua vida. Logo, saber o momento para trocar o colchão evitará que noites mal dormidas e dores musculares se tornem um problema cotidiano.

Para mais dicas como essas — e para deixar sua casa sempre linda —, não deixe de nos acompanhar no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.