Você decora o seu lar, capricha nos acessórios e na mobília e investe na criação de ambientes específicos para receber convidados — como uma varanda gourmet. Porém, quando se dá conta, percebe que há uma infiltração nas paredes. Nada mais chato do que isso, não é mesmo?

Afinal, além dos odores desagradáveis e das manchas que surgem e vão, pouco a pouco, aumentando de tamanho, há o desenvolvimento de um baita problema causado pela umidade nas superfícies verticais — e que coloca em risco a saúde da sua família: o mofo. Mas como evitar esse problema? Como resolvê-lo? Foi pensando nessas questões que preparamos o post de hoje. Acompanhe!

Quais são as principais causas desse problema?

Os fatores que podem ocasionar uma infiltração nas paredes são inúmeros, mas, sem dúvidas, o principal deles é o mau funcionando da encanação de sua residência. Seja por conta de algum dano (furo, rachadura etc) ou devido a um desencaixe entre os canos, a água que passa por torneiras, chuveiros e máquina de lavar, por exemplo, acaba vazando para fora e, assim, molha a área interna das paredes.

Contudo, outras causas podem estar por trás dessa situação, especialmente durante a época de chuvas — como calhas entupidas e telhado com uma ou mais telhas quebradas ou fora do lugar. Em ambos os casos, isso compromete também o forro do imóvel. Para completar, a origem da infiltração pode estar no seu vizinho!

Por isso, é tão importante evitar a construção de casas com as chamadas paredes na divisa, visto que elas ficam mais suscetíveis às goteiras e aos escapes de água.

Como evitar infiltração?

Evitar que ocorra uma infiltração nas paredes é importante não só pela questão estética, mas também para garantir que os revestimentos aplicados (azulejos, ladrilhos hidráulicos etc.) e os móveis aéreos/suspensos (armários, prateleiras, nichos etc.) não sejam danificados. Afinal de contas, o prejuízo pode até triplicar! Por essa razão, é fundamental atentar para os seguintes passos:

  • utilizar impermeabilizantes em todas as superfícies internas, do rodapé até o forro, e, em seguida, no lado externo do imóvel;

  • limpar semanalmente as calhas da residência para retirar folhas, areia e outros detritos que possam bloquear a saída de água;

  • aplicar mantas de drenagem em jardineiras e vasos, especialmente quando são focos de umidade, que podem ser absorvidos pelo piso e pelas superfícies verticais;

  • instale manta asfáltica na laje e também nos cômodos considerados como áreas molhadas — banheiros, cozinhas e áreas de serviço;

  • adquirir e armazenar telhas reservas para eventuais substituições no telhado da casa.

Como resolver a infiltração nas paredes?

Se você não leu este post a tempo e já está lidando com o problema de infiltração nas paredes, deve estar se perguntando como resolver essa situação, não é mesmo? Pois bem, não se desespere. Há jeito!

Para isso, é preciso identificar a origem do vazamento e saná-lo o mais rápido possível. Contudo, independentemente de ser no encanamento, telhado ou calha, será necessário contar com alguns profissionais especializados, como um encanador e um pedreiro já que, no caso de o problema estar nos canos, será preciso chegar à parte interna das superfícies, o que requer o bom e velho quebra-quebra e um processo posterior de impermeabilização.

Além disso, é indispensável realizar uma manutenção periódica preferencialmente, a cada 30 dias no sistema hidráulico do imóvel e nas regiões externas que podem representar pontos de entrada de água para os cômodos.

Agora que você já sabe como evitar e, principalmente, lidar com a infiltração nas paredes, não deixe de seguir à risca nossas dicas para impedir que surjam bolores. O seu lar e a sua saúde agradecem! E se você conhece algumas dicas especiais para esse problema, compartilhe com a gente nos comentários!