Se você acha que morar em um apartamento com metragem reduzida impede alguém de cultivar plantas, saiba que está enganado! Sabendo como fazer um terrário, é possível trazer o verde para dentro do lar e valorizar a decoração com plantas até em ambientes internos, como a sala, a varanda, a cozinha ou o quarto.

Afinal, o terrário funciona como um jardim móvel e em miniatura. Ele não demanda muitos cuidados e você pode cultivar diferentes espécies ornamentais sem precisar de muito espaço. Ótima notícia, não é verdade? Pensando nisso, preparamos este post com um passo a passo simples e prático para você montar o seu. Confira!

1. Escolha o seu tipo de terrário

O primeiro passo é decidir qual será o seu tipo terrário: aberto ou fechado. A diferença está justamente na manutenção das plantas, pois o primeiro tipo (aberto), demanda rega manual para que as plantas cresçam e se desenvolvam.

Já no segundo formato, você faz uma rega e fecha o recipiente com uma tampa. Dessa forma, o espaço interno funcionará como um ecossistema à parte. Como é fechado, a água sofre um processo similar ao das chuvas e ela volta a molhar a terra. 

Curioso, não é? As crianças, certamente, vão adorar ver todo o processo de perto, visto que essa é uma ótima forma de estudar ciência!

2. Selecione as plantas para cultivar

Na hora de escolher o que cultivar no seu terrário, é fundamental levar em conta dois aspectos. O primeiro deles é o tamanho. Afinal, como o recipiente tem medidas reduzidas, é necessário escolher espécies menores.

Outro ponto a ser considerado é a compatibilidade entre as necessidades de cada espécie, como quantidade de regas por semana, tipo de substrato e nível de exposição ao sol. Isso porque as plantas precisam ter as mesmas características. Do contrário, uma pode prejudicar o desenvolvimento da outra.

Algumas sugestões que atendem aos requisitos são:

  • suculentas;
  • cactos;
  • confetes;
  • orquídea;
  • hera.

3. Garanta os materiais necessários

Depois de decidir qual será o tipo de terrário, você deve escolher um recipiente de qualquer formato, mas transparente (de preferência, vidro), para que a luz atravesse. Além disso, certifique-se de ter todos os materiais necessários para o plantio.

Abaixo, há uma lista com todos eles e a ordem em que devem ser inseridos no pote, para não ter erros:

  • pedregulhos ou cascalho: servem para drenar o excesso de água;

  • areia, argila ou carvão vegetal: para absorver o excesso de líquido;

  • substrato: fornece os nutrientes para as plantas; 

  • espécies escolhidas para o cultivo.

4. Plante as mudas e finalize a decoração

O último passo para fazer um terrário é o plantio correto das mudas. Para tanto, você deve fazer a primeira rega do recipiente. Logo após deixar a terra úmida, basta fazer pequenos buracos para receber as raízes de cada planta — lembrando sempre, é claro, de cobri-las por completo, para que possam fincar no solo e absorver os nutrientes de forma adequada.

Depois dessa etapa, sinta-se livre para usar a criatividade e finalizar a decoração com seixos, areia colorida, perlitas, pequenos troncos e elementos de madeira, grama artificial, musgo e enfeites (como casinhas, cogumelos, pássaros, insetos, duendes etc.).

Viu só como fazer um terrário é bem fácil? Siga o nosso passo a passo e crie um — ou vários — para enfeitar e levar o verde para o seu lar! E se você também tem interesse em cultivar uma mini-horta na sua residência, confira nossas dicas para montá-la!