A vida moderna e o cotidiano agitado exigem que a rotina seja cada vez mais facilitada. Por isso, as pessoas procuram por espaços menores para viver — pois são mais práticos — e também um estilo de vida mais sustentável e que seja favorável ao dia a dia. Nesse sentido, ter uma mini-horta em casa pode salvar as refeições diárias, além de trazer charme e estilo para dentro de casa.

Para ajudar você na missão de construir esse cantinho natural, listamos, abaixo, um passo a passo para cultivar as plantas e ter tudo sempre fresquinho em casa. Acompanhe!

1. Busque o melhor lugar para acomodar as plantas

É preciso saber onde ervas e os temperos vão crescer melhor e com mais saúde dentro de casa. Normalmente, os mais comuns, como hortelã, orégano e manjericão, precisam de um ambiente com incidência direta de sol por 4 horas diárias, em média.

Portanto, é importante deixar seus vasinhos em alguma janela — na cozinha ou na lavanderia, por exemplo — ou na varanda, para que as plantas possam receber ventilação e sol na quantidade necessária.

2. Decida o que plantar

Você pode escolher entre uma grande variedade de hortaliças, ervas, temperos e verduras para plantar — tudo depende do que você mais usa em casa e do espaço disponível.

Se você quer uma horta pequena, a dica é escolher espécies de ervas que são úteis para várias receitas, como hortelã, salsinha, cebolinha, alecrim e manjericão. São ótimas opções para apartamentos!

3. Tenha atenção à qualidade das mudas e da terra

Comprar terra preparada para plantar as mudas ou sementes é uma excelente opção para garantir que a sua horta cresça bastante. Porém, existem diversos tipos de terra no mercado — e é preciso observar se ela é realmente enriquecida com os nutrientes necessários e se é especial para o plantio de hortaliças.

Não se deve utilizar o preparado para jardim ou floricultura, já que as espécies têm necessidades diferentes e o desenvolvimento da sua horta pode ser prejudicado.

As mudas e sementes também merecem atenção: dê preferência às orgânicas, que não utilizam fertilizantes sintéticos. Se você colher uma muda, tenha certeza de que ela está em perfeito estado, garantindo que não vai iniciar seu cultivo com uma muda contaminada, que pode afetar o desenvolvimento.

4. Use a criatividade para escolher os vasos

Você não precisa comprar muitos vasos para plantar. É possível fazer a sua mini-horta com muita criatividade, usando itens que você já tem em casa. Que tal pegar aquelas xícaras que você não usa mais e transformá-las em vasos? Ou latas de alimentos que podem ser encapadas ou pintadas?

Lembre-se de que o recipiente deve ter furos embaixo, para que a água não fique acumulada e evite a infestação de mosquitos da dengue! Se você tem pouco espaço, a ideia é fazer uma horta vertical, que pode ser fixada na parede. Algumas casas especializadas comercializam os vasos para esse tipo de horta em diversas medidas.

5. Organize-se para manter o cultivo

Normalmente, as hortaliças não precisam de muitos cuidados para crescer. Porém, é ideal pesquisar o cultivo da planta que você deseja plantar — e como é a manutenção de cada uma das espécies. Vale ter um calendário ou anotar no celular as datas especiais para rega, adubagem e cuidados gerais.

Ter uma mini-horta em casa não só favorece o consumo consciente, mas também deixa a alimentação da sua família muito mais saudável e livre de possíveis agrotóxicos que podem ser usados nas hortaliças compradas no mercado. Além disso, é uma ótima forma de dar mais vida à sua casa e ainda unir a família na hora de cuidar das plantas!

Quer continuar recebendo dicas incríveis sobre tudo relacionado à casa e decoração? Siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook, Instagram, Youtube e no Twitter!