As plantas para ambiente interno caíram no gosto do design de interiores e se tornaram indispensáveis em lares que desejam unir a modernidade, o requinte e a natureza em um mesmo espaço. Porém, com espécies repletas de características distintas (cores, formato, tamanho da folhagem etc.), nem sempre é fácil decidir qual usar.

Pensando nisso, reunimos cinco tipos de plantas pelas quais você vai se apaixonar e, de quebra, ainda damos dicas de como inseri-las no lar — assim como os ambientes mais adequados para elas. Acompanhe!

1. Camomila

Delicada e com uma beleza singular, a camomila é a primeira das nossas sugestões de plantas para ambiente interno. O motivo disso é que ela é tem um efeito direto no nosso organismo, por ser uma espécie que produz um aroma calmante e relaxante (sem mencionar que pode ser usada para chás e infusões).

Medindo cerca de 30 cm e bastante florida, ela pode ser cultivada dentro de quartos para melhorar a sua qualidade do sono sem problemas — desde que seja diariamente exposta ao sol e regada. Uma boa sugestão para harmonizá-la com o décor do ambiente é apostar na tendência rústica com vasos de barro e suportes de madeira.

2. Clorofito

Para quem busca por plantas com folhagem grande para colocar na varanda, o clorofito é ideal. Afinal, ele é bem volumoso e com coloração dupla (verde e verde-claro) — o que o torna o centro da decoração. Uma boa maneira de inseri-lo de forma harmoniosa nesse espaço é por meio de hangers (suportes aéreos que são instalados no teto).

Entretanto, tenha em mente que, por crescer rápido, ele deve ser podado com frequência — e também precisa de rega a cada quatro dias.

3. Bálsamo

O bálsamo, por sua vez, é o oposto do clorofito. Com folhas curtas e tamanho inferior a 20 cm, ele tem um aspecto elegante e bastante sutil. É o formato de planta ideal para levar cor aos banheiros da sua residência, uma vez que ele pode ser mantido em locais sem luz natural e não precisa ser regado — já que a umidade do recinto, muitas vezes, é o suficiente para a planta se manter saudável e bonita.

Uma sugestão, para quem deseja trazer um toque de SPA para o banheiro, é colocar o bálsamo junto de uma cesta com itens para banho — sais, sabonetes, xampus etc. — e produtos relaxantes — velas aromáticas, incensos e sachês perfumados. Dá um charme único ao lugar!

4. Echeveria

Já a echeveria é uma adorável suculenta que pode apresentar colorações diferentes em suas folhas. A mais comum é completamente verde — embora não seja difícil encontrá-la com um subtom rosa, roxo ou azul.

Por conta do pequeno tamanho que possui, ela costuma ser usada na decoração em conjunto com outras do mesmo tipo em terrários de vidro, para compor ambientações com um visual mais ecológico. Mas não há limites na utilização dessa planta no design de interiores.

Afinal, como ela é bem resistente às mudanças climáticas e pode ser cultivada em locais de sombra, você pode dar asas à criatividade, abusar de técnicas DIY (Do It Yourself) e colocá-la em diferentes locais (sala, banheiro, quarto, cozinha etc.) em sacos de juta, canecas, pequenos caixotes de madeira reciclados e por aí vai. Uma excelente forma de personalizar os cômodos de casa, não acha?

5. San Pedro

A quinta e última das plantas para ambiente interno é ideal para quem não dispõe de muito tempo para podar, regar, adubar a terra etc. Isso porque trata-se do San Pedro — uma espécie que requer o mínimo de cuidados.

Considerado um dos cactos com formato mais bonito, graças à robustez e tonalidade verde intenso que possui, ele fica muito bem em vasos de cerâmica ou cimento e em modelos artesanais com palha — sendo ideal para combinar com decorações industrial, moderna e retrô em salas, varandas e corredores. Apenas fique atento ao tamanho na hora de escolher o seu, pois há versões pequenas, médias e também de grande porte.

Gostou das nossas sugestões de plantas para ambiente interno? Então, escolha a sua preferida e dê uma nova cara ao seu lar! Aproveite e inspire seus amigos a fazer o mesmo compartilhando este post nas redes sociais!